O leitor de cartão certo para o seu bolso

Neste texto você aprenderá:

  • Como surgiu e evoluiu o leitor de cartão

  • O que são os leitores e cartão móveis, mPoS

  • Qual a tecnologia por trás de um leitor de cartão

  • Quais as vantagens de aceitar cartão


Cartões de débito e crédito são tão comuns que já fica difícil imaginar a vida sem essas formas de pagamento em leitores de cartão.

Nas mais diversas lojas, mercados, bares, hotéis, restaurantes e até mesmo em pequenos negócios como padarias, feiras e bancas de revista, lá estão os leitores de cartão à disposição dos clientes, trazendo toda a comodidade e praticidade que essa tecnologia tem para nos oferecer.

E, cada vez mais, vemos pequenos empreendedores usando novas máquinas de cartão móveis, que funcionam com conexão própria ou conectadas a smartphones.

leitor de cartao de-credito em smartphones

Maquininhas de cartão proporcionam diversas vantagens para o cliente e também para o empreendedor, seja dispensando o uso de dinheiro, evitando problemas com troco, agilizando filas ou aumentando a segurança, e a SumUp traz para o mercado brasileiro o que há de melhor no mundo dos pagamentos com cartão, como o leitor de cartão para celular Top que transforma o seu aparelho móvel em uma maquininha de cartão com o tamanho ideal para o seu bolso.

DA evolução do leitor de cartão

A indústria do pagamento com cartões de crédito já tem uma longa história. Ainda nas primeiras décadas do século XX nos Estados Unidos grandes companhias como redes hoteleiras, mineradoras e indústrias do petróleo emitiam cartões de compras para seus clientes de confiança.

Na década de 1950 o cartão de crédito surgiu com o formato que conhecemos hoje graças à Diners, a primeira empresa a emitir cartões pessoais e que oferecia serviços de gerenciamento dos pagamentos. A ideia deu certo, e na década de 1960, surgiram outras bandeiras, como a Visa e a MasterCard.

Com o número de usuários aumentando cada vez mais tornou-se necessário investir no desenvolvimento de sistemas automatizados e informatizados para dar conta de tantas operações financeiras.

Isso levou ao desenvolvimento das primeiras máquinas de cartão, também conhecidas como terminais POS (points of sale) ou terminais PDQ (process data quickly) no final da década de 1970.

Os leitores de cartão para celular e aparelhos móveis que conhecemos hoje surgiram na primeira década dos anos 2000 e são resultado da evolução dos leitores de cartão que apareceram lá nos anos 1980.

As máquinas de cartão POS são uma adaptação da indústria do pagamento com cartão às novas tecnologias de internet, telefonia móvel e transmissão sem fio que passaram por grande desenvolvimento a partir do final dos anos 1990.

No Brasil, embora o primeiro cartão de crédito propriamente dito tenha sido lançado em 1968, por muitas décadas o público que tinha acesso a esse cartão era muito limitado. Foi só no final dos anos 1990 com a estabilização econômica do país que o cartão de crédito começou a ficar mais popular, abrindo espaço para, no começo dos anos 2000, as máquinas de cartão chegarem na maioria das lojas. Não demorou muito para que o leitor de cartão de credito e debito para telefone celular caísse no gosto dos brasileiros. Máquinas de cartão logo se tornaram alternativa perfeita para a demanda crescente de empreendedores, atendendo desde o microempreendedor individual até empresas de pequeno, médio e grande porte. É nesse contexto em que a SumUp chegou ao Brasil, em 2013, trazendo sua própria tecnologia de leitores de cartão para celulares, e empoderando diversos empreendedores pelo país.

O desenvolvimento do leitor de cartão para celular

Até a década de 1970 os pagamentos com cartão de crédito eram feitos através de registros em papel e telefonemas dos estabelecimentos comerciais para as provedoras de serviços do cartão, que também entravam em contato com os bancos através de centrais telefônicas.

Esse sistema tornava os pagamentos muito lentos e logo ficou inviável dar conta de tantos usuários realizando milhares de operações todos os dias pelo mundo todo.

Então os bancos e empresas de cartão de crédito passaram a desenvolver sistemas automatizados para processar os dados das contas e dos seus clientes.

Assim, as empresas de cartão puderam agilizar os serviços de pagamento, colocando nos cartões uma tarja magnética com os dados da conta do cliente. Essas máquinas eram conectadas a uma linha telefônica fixa e faziam a transmissão automática dos dados da conta do cliente para as centrais de processamento.

As centrais, por sua vez, verificavam os dados e aprovavam as transações, diminuindo bastante o tempo necessário para realizar pagamentos e transferências.

A partir dessas máquinas grandes e volumosas, ainda no início dos anos 1980 surgiram equipamentos mais compactos, que mantiveram-se praticamente iguais até os anos 1990.

Nas primeiras décadas dos anos 2000 as tecnologias para internet e telefones celulares melhoraram muito, tornando-se mais confiáveis e com um alcance muito maior, preparando assim o terreno para a próxima evolução dos terminais de pagamento: as maquininhas de cartão mPOS (mobile point of sale).

Leitor de cartão móvel mPOS

As maquininhas de cartão mPOS funcionam com um leitor de cartão que pode ser conectado a qualquer dispositivo móvel inteligente, como telefones celulares, smartphones e tablets.

Basta baixar um aplicativo e o celular passa a funcionar exatamente como uma máquina de cartão de terminal fixo, com a mesma segurança e confiabilidade.

leitor de cartao de credito para iphone e android

O leitor faz a leitura dos dados no cartão de crédito ou de débito e os envia para o aparelho móvel por cabo ou Bluetooth. Os dados do usuário são então transmitidos através da linha telefônica móvel para a empresa provedora dos serviços do cartão. Assim, os terminais mPOS podem ser utilizados em qualquer lugar onde tenha sinal de telefonia 3G, 4G, ou internet Wi-Fi.

Como funciona a tecnologia do leitor de cartão de crédito

O leitor de cartão de crédito para celular pode ler tanto tarja magnética quanto chip, e conecta-se aos aparelhos através de sinal Bluetooh ou cabo.

Os dados são criptografados e transmitidos com total segurança, portanto, mesmo que sejam interceptados, não podem ser lidos ou reconhecidos por outros aparelhos.

Cartões de crédito e débito utilizam a tecnologia chip-and-PIN, que garante maior segurança dos dados.

O PIN (Personal Identification Number) é um número de identificação pessoal do usuário. Os dados do chip só são acessados depois que é reconhecido pelo leitor.

O chip por sua vez armazena os dados criptografados, e faz uma série de verificações antes de liberar esses dados, como o tipo de transação que está sendo solicitada, se o estabelecimento é autorizado e o tipo de conexão que será utilizada.

Além disso, o próprio leitor de cartão também faz uma série de verificações de segurança antes de liberar o teclado para o usuário digitar sua senha.

A tecnologia Bluetooth é utilizada para transmissões de curto alcance, geralmente para distâncias menores que 1m, e também é baseada em chips de segurança nos aparelhos conectados, que só liberam a conexão após autorização do usuário.

A partir do momento em que os dados são transmitidos do leitor de cartão de crédito para o celular ou smartphone, o dispositivo funciona exatamente como as máquinas de cartão de terminais fixos, adotando os mesmos procedimentos para fazer contato com a provedora de serviços do cartão.

Os terminais mPOS, assim como os terminais fixos, utilizam a tecnologia EFTPOS (electronic funds transfer at point of sale), um sistema de pagamento eletrônico utilizado em terminais desde os anos 80, cuja segurança já foi testada por décadas de uso.

É baseado em senhas para autorização de pagamento pelo cliente, seguindo o padrão EMV (Europay MasterCard Visa).

O padrão EMV foi criado em parceria pelas maiores empresas do ramo e estabelece os parâmetros e procedimentos de segurança a serem adotados por toda a indústria dos pagamentos com cartão em suas operações, serviços e tecnologias.

Leitores de cartão para maquininhas mPOS também seguem o padrão internacional PCI DSS (Payment Card Industry - Data Security Standard), que estabelece as medidas técnicas de segurança a serem tomadas para proteger os dados do portador do cartão.

O padrão PCI DSS estabelece critérios e parâmetros de segurança mínimos a serem adotados por todas as entidades envolvidas no pagamento com cartão, desde comerciantes, emissores de cartões e prestadores de serviços.

Vantagens do leitor de cartão de crédito e débito

Os leitores de cartão de crédito móveis podem ser utilizados praticamente em qualquer lugar onde exista sinal de telefonia móvel.

Além disso, são compactos e muito práticos. Os aplicativos são intuitivos e não exigem nenhum treinamento especial para serem usados. São ideais para vendedores ambulantes, taxistas, entregadores, feirantes, profissionais autônomos, microempreendedores individuais (MEI) ou mesmo para pequenas e médias empresas.

Os leitores de cartão da SumUp não têm mensalidades e as taxas são cobradas apenas em pequenas porcentagens sobre as vendas realizadas.

Também tem a vantagem de não precisarem de uma quantidade mensal mínima de vendas, tornando os custos muito menores do que dos leitores de cartão tradicionais.

aumento significativo leitor de cartao

Outra vantagem de se adotar um leitor de cartão de credito e debito da SumUp é que esses leitores podem ser adquiridos por pessoa física. Basta fornecer um CPF e uma conta bancária válida, sendo aceitas inclusive contas poupança. Com menos burocracia, é muito mais fácil ter uma maquininha mPOS dessas!

O aplicativo SumUp, que pode ser baixado gratuitamente, oferece opção de exportação de dados para softwares de planilhas, como o Microsoft Excel por exemplo. Assim, o empreendedor pode baixar seus relatórios diários, semanais ou mensais de vendas, ajudando no planejamento e gestão doas negócios.

Com um leitor de cartão da SumUp, o empreendedor pode oferecer uma alternativa de pagamento facilitado para seus clientes, aumentando assim as possibilidades de efetivar vendas.

Leitor de cartão SumUp

A SumUp tem três leitores de cartão. O modelo Top foi desenvolvido com tecnologia e design próprios, utiliza conexão por cabo ou por Bluetooh, e pode ler cartões de chip e de tarja magnética. Aceita as bandeiras de cartão Visa, Mastercard e Maestro.

Já a Super aceita as mesmas bandeiras e tipos de cartão, mas conta com conexão própria — funcionando tanto no WiFi quanto com redes de dados, como num smartphone.

Por fim, a Total, a mais completa de todas e que oferece impressão de comprovantes na hora.

O aplicativo Sumup tem uma interface intuitiva e fácil de ser utilizada, e pode ser instalado em sistemas Android e iOS.

Sobre a SumUp

A SumUp é uma referência mundial na indústria de sistemas de pagamento com cartão. Fundada em 2012 em Londres, na Inglaterra, está presente no Brasil desde 2013 e atua em mais de 30 países.

No Brasil, a SumUp tem 3 máquinas de cartão: a Top, que funciona conectada por Bluetooth a um smartphone; a Super, que tem conexão própria e também funciona por WiFi; e a Total, que tem impressora própria para imprimir recibos.

As máquinas da SumUp são sem aluguel, custam pouco e têm as melhores taxas do mercado. São um compromisso da empresa em sempre oferecer as melhores soluções de pagamento para os pequenos empreendedores.

Saiba mais sobre a SumUp, suas maquininhas e leitores de cartão, o aplicativo SumUp e muito mais produtos e serviços!


Conclusão

Ter um leitor de cartão é fácil e importante. Cada vez mais pessoas usam cartões de débito e crédito. Por isso, uma máquina é essencial para não perder vendas e oferecer vantagens a seus consumidores. Para isso, você pode contar com a SumUp, que usa toda a evolução tecnológica dos leitores de cartão para

Artigos mais lidos

A SumUp oferece pra você a melhor solução para aceitar cartão

Com a SumUp, você aceita cartões de crédito e débito de maneira fácil e rápida pelo seu celular ou tablet