Pagamentos em máquina de cartão

Neste texto você aprenderá:

  • Quais os tipos de terminais de pagamento
  • Como funciona a indústria de pagamento por cartão de crédito
  • Como nasceu a máquina de cartão com celular
  • Qual a tecnologia por trás dos meios de pagamento

Cada vez mais pessoas preferem pagar com cartão de débito e crédito. E é por isso que as máquinas de cartão, também conhecidas como "maquininhas" ou "maquinetas", vieram para ficar.

Simples e baratas, as máquinas de cartão estão presentes em lojas, restaurantes e até mesmo com ambulantes e outros profissionais autônomos.

Essas maquininhas, também conhecidas como terminais de pagamento, pontos de venda ou POS (Pontos de venda, na sigla em inglês), são dispositivos pequenos e sofisticados.

Basicamente, as máquinas leem os dados da conta do cliente dono do cartão e as transmitem para instituições financeiras responsáveis por transferir o dinheiro de quem paga a quem recebe.

São várias as vantagens de trabalhar com máquina de cartão de crédito e de débito.

Elas são mais rápidas e evitam filas, não há falta de troco nem problemas com com dinheiro falsificado, além de evitar roubos. Também é mais cômodo para seus clientes.

Tipos de máquina de cartão

Em muitos estabelecimentos comerciais é mais comum se deparar com as máquinas do tipo “terminal fixo”. Esses são mais rápidos, porém mais caros — normalmente cobrando aluguel.

E há as máquinas de cartão móveis e portáteis, como as da SumUp. São conhecidas como terminal móvel ou mPOS (ponto de venda móvel, na sigla em inglês).

máquina de cartão de crédito

Além disso, esse tipo de maquininha é mais barata, dispensando o aluguel. São cobradas apenas as taxas por transação — e as da SumUp são as mais baratas do mercado, como você pode conferir aqui.

As máquinas de cartão móveis, como a SumUp Top, Super e Total, também são menos burocráticas — já que você nem precisa de uma empresa com CNPJ para usar. Elas funcionam também vinculadas a CPF.

Indústria de pagamento por cartão de crédito

Os pagamentos em máquina de cartão de crédito envolvem uma série de prestadores de serviços que conectam a transação financeira entre o cliente e o fornecedor. São eles:

  • Portador do cartão: é o cliente que realiza o pagamento com o cartão, pode ser o titular da conta ou não;
  • Fornecedor: é o estabelecimento que oferece o produto ou o serviço para o cliente;
  • Credenciadora: é a empresa que fornece o serviço do pagamento e faz a comunicação entre o fornecedor e a bandeira do cartão;
  • Subcredenciadora: é quem fornece a máquina de cartão e repassa os dados para a credenciadora;
  • Emissor: é uma instituição financeira, normalmente um banco, que emite o cartão e é responsável por aprovar as transações, definir limites de compras, emitir as faturas e realizar as cobranças;
  • Bandeira: é a empresa responsável por realizar as transações financeiras entre o fornecedor e a instituição financeira emissora do cartão. As principais bandeiras no Brasil são Visa, MasterCard, AmericanExpress, Diners, Hiper e Elo.

pagamento por cartão de crédito

História e desenvolvimento das máquinas de cartão

Até os anos 1970 as operadoras de cartões de crédito utilizavam sistemas de dados todos em papel e ligações para as centrais de suporte. Com o número de usuários desses cartões crescendo, esses sistemas tornaram-se lentos e inviáveis.

A necessidade de automatizar esses processos levou as principais empresas do ramo na época a buscarem soluções.

Em 1973 a Visa e a MasterCard criaram seus primeiros sistemas eletrônicos para verificar dados das contas e autorizar pagamentos, o Base I e o INAS, respectivamente, que permitiram que as transações fossem realizadas de forma mais rápida.

Assim, os cartões passaram a ter tarjas magnéticas e os estabelecimentos comerciais começaram a ter terminais com leitores magnéticos. Isso permitiu o acesso aos dados da conta do cliente e a realização das transações financeiras em poucos minutos.

Mas a primeira máquina de cartão de crédito mesmo foi desenvolvida pela Visa em 1979. E, na década de 1980, surgiram diversas empresas eletrônicas que passaram a fabricar e desenvolver os terminais.

Nas primeiras década dos anos 2000, o desenvolvimento e ampliação dos serviços e tecnologias de telefonia móvel e internet, junto com o avanço de smartphones e tablets, o conceito dos terminais fixos migrou para as tecnologias dos dispositivos móveis.

No Brasil, embora as primeiras iniciativas de introdução do cartão de crédito tenham começado na década de 1950, foi somente a partir do final da década de 1990 que os pagamentos com cartão tornaram-se mais populares.

À partir da primeira década dos anos 2000 as maquininhas passaram a estar presentes na maioria das lojas e estabelecimentos de todo o país.

Máquina de cartão com celular

Os terminais de pagamento móveis possuem várias vantagens em relação aos terminais fixos. Podem ser utilizados em qualquer lugar com conexões seguras, transmissão de dados criptografados e tecnologia avançada.

Máquina de cartão móvel é uma ótima opção para pequenos negócios como microempreendedores individuais (MEI), ambulantes, feirantes, vendedores de porta em porta, taxistas, entregadores. Com a de máquina de cartão de crédito móvel, eles podem ampliar as possibilidades de pagamento e contemplar mais clientes.

Essas maquininhas também podem ser utilizadas como máquina de cartão para pessoa física..

Máquina de cartão para celular

Tecnologia dos terminais de pagamento

Para reduzir a probabilidade de clonagem de cartões e fraudes, foram criados nos anos 1990 sistemas de cartões inteligentes ("smart cards"), que além da tarja magnética utilizam também chips eletrônicos para armazenar os dados e permitir o uso de criptografia para decodificar a informação.

Esses cartões seguem o padrão EMV (Europay, Mastercard e Visa), criado de forma colaborativa pelas principais empresas do ramo e que define uma série de regras e padrões de segurança para sistemas de pagamento com cartões com chip no mundo inteiro.

Muitos cartões, além do chip, adotam também um número pessoal de identificação ou PIN (Personal Identification Number), no sistema conhecido como chip-and-PIN.

Cada vez que um cartão chip-and-PIN é inserido em um terminal POS ou mPOS, o sistema realiza uma limpeza dos dados de cada operação realizada, assim as informações do cartão não ficam armazenadas nos pontos de venda, garantindo a segurança do titular do cartão.

A SumUp é uma das principais provedoras de serviços de pagamento por cartão no mundo, e está presente em vários países, incluindo o Brasil.

Com a SumUp, você pode receber pagamentos por cartão de crédito e débito de maneira rápida e prática com uma máquina de cartão no seu smartphone ou tablet.

No Brasil desde 2013, a SumUp oferece três máquinas de cartão sem aluguel: a Top, a Super e a Total. A primeira funciona conectada ao celular; a segunda tem conexão própria. Veja mais sobre elas aqui.


Conclusão

Máquinas de cartão dão aos empreendedores a chance de aceitarem dinheiro com mais segurança e praticidade, além de permitir o parcelamento das vendas. Graças a empresas como a SumUp, essas máquinas de cartão estão mais acessíveis, com taxas baixas , preços competitivos e tecnologias avançadas ao alcance de suas mãos.

Artigos mais lidos

A SumUp oferece pra você a melhor solução para aceitar cartão

Com a SumUp, você aceita cartões de crédito e débito de maneira fácil e rápida pelo seu celular ou tablet